Destaque

TSE nega pedido de Haddad para retirada de conteúdo de WhatsApp

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um pedido de Fernando Haddad para a retirada de conteúdos compartilhados em grupo privado no WhatsApp, registra o UOL. Para o ministro Luis Felipe Salomão “a comunicação é de natureza privada e fica restrita aos interlocutores ou a um grupo limitado de pessoas”.

As mensagens alvo da representação dizem, por exemplo, que o PT – Partido dos Trabalhadores teria “financiado performances com pessoas nuas” e que um eventual governo Haddad contaria com um “sistema educacional” que incentivaria a “hipersexualização de crianças”.

Jonas Mello

Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar