DestaqueJustiçaNotíciasPolíciaPolítica

No Ceará, facções rivais se juntam para ‘concentrar as forças contra o Estado’

 
Segundo fonte do Serviço de Inteligência da Secretaria da Segurança do Ceará ouvida pelo G1, membros de duas facções rivais se juntaram com o objetivo de “concentrar as forças contra o estado”. A ordem dos ataques teria partido de um detento da Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, na última quarta-feira (02/01).
 
Para Cláudio Justa, presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, os atentados são uma represália à afirmação do novo secretário de Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, que disse que “o Estado não deve reconhecer facção” em presídio.

Jonas Mello

Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar