DestaqueEconomiaPolítica Nacional
Tendência

Economia do Brasil em marcha lenta

O endividamento das famílias voltou a crescer e, segundo dados do Banco Central do Brasil, alcançou o maior nível em três anos. A taxa de endividamento em relação à renda acumulada em 12 meses em maio subiu para 44,04%. Foi a sétima alta mensal consecutiva e o maior nível desde abril de 2016, quando atingiu 44,2%.

De acordo com pesquisa da CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, o percentual de famílias endividadas no país cresceu de 64% em junho para 64,1% em julho deste ano. Em julho de 2018, a taxa era de 59,6%.

Jonas Mello

Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Pular para a barra de ferramentas