DestaqueJustiça

Cármen Lúcia deixa presidência e muda o jogo no STF

A migração de Cármen Lúcia Antunes Rocha da presidência do Supremo Tribunal Federal – STF para a Segunda Turma da corte, em setembro de 2018, fará do ministro Celso de Mello, o decano, voto decisivo na maioria dos processos polêmicos vinculados à Lava Jato. As apostas na corte hoje vão na direção de que ela tenderia a votar mais alinhada com Luiz Edson Fachin, equilibrando o jogo com os garantistas Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

Jonas Mello

Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar