DestaqueEconomiaJurídicoPolíciaPolítica Nacional

A caixa-preta de Lula e Dilma

A caixa-preta do BNDES só vai ser aberta quando Lula e Dilma Rousseff forem punidos.

Diz O Globo, em editorial:
“O foco no BNDES lança luz sobre alguns negócios, mas mantém na escuridão o processo de decisões e os responsáveis por essa política de favores no período entre 2003 e 2015. Um exemplo é o socorro de US$ 4,9 bilhões a Cuba, equivalente a 10% do PIB do país na época. Foi aprovado em fevereiro de 2010 pelo conselho de ministros da Câmara de Comercio Exterior, organismo da Casa Civil da Presidência da República.

Outro caso é o da chancela ao crédito para a obra de um porto no Caribe com lastro (parcial) na venda de charutos cubanos. Não houve estudos prévios de viabilidade ou justificativa jurídica, comprovou o Tribunal de Contas da União – TCU, e sobram evidências de manipulação dos critérios bancários. Falta apurar, esclarecer e responsabilizar toda a cadeia de comando desse desastre bilionário”.

Jonas Mello

Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Pular para a barra de ferramentas